quarta-feira, 23 de novembro de 2011

UFPA - Mesa-redonda “Análise de viabilidade econômico-administrativa com a criação dos Estados de Tapajós e Carajás”


Aconteceu na noite de hoje, dia 23 de novembro, no Auditório Setorial Profissional da UFPA a partir das 18:30h a mesa-redonda “Análise de viabilidade econômico-administrativa com a criação dos Estados de Tapajós e Carajás”, com a presença dos economistas Célio Costa, favorável a divisão, e Eduardo Costa, contrário a divisão do Pará. A atividade que fez parte do Primeiro Seminário de Administração e Turismo “Os Impactos da Divisão do Estado do Pará” foi moderada pelo professo Paulo Pinto e foi organizada pelos alunos da Faculdade de Turismo da UFPA sob a coordenação da professora Gisele Reis. Parabenizo a iniciativa da professora que deu uma lição de democracia ao estimular que os alunos tivessem acesso a informações a partir de um debate no qual foi estimulado o contraditório. Ademais, destaco a excelente organização do evento certamente fruto do empenho dos alunos. Parabéns!




2 comentários:

  1. Com certeza a divisão do Estado trará muitas ações benéficas para todos nós...

    ResponderExcluir
  2. Agora sim. Uma Mesa Redonda sobre a viabilidade dos possíveis futuros Estados e a nossa. Pois essa ideia fechada de ser contra a criação é lamentável. Agora, metendo minha colher nessa Mesa a olho nu é possível afirmar (desculpem o desrespeito com a ciência econômica) que haverá crescimento e maior possibilidade de desenvolvimento. As duas regiões tem água, solo ( que tirando o solo mais ao norte) as outras áreas possuem um bom solo para o plantio) e sol, que formam a combinação perfeita à germinação. Deixem o Pará remanescente viver a esperança de se tornar um coloco tão belo e tão forte, provando que tamanho não é documento.

    João Raimundo da Silva Sousa

    ResponderExcluir