segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

PARA COMEÇAR A SEMANA: A divisão do Pará não morreu


Derrotado no plebiscito para a divisão do Pará em três estados, com a criação do Carajás e do Tapajós, o deputado Giovanni Queiroz (PDT-PA) apresentará em fevereiro outro projeto de lei com o mesmo intuito. Queiroz quer modificar a lei atual que rege a realização de plebiscitos para as divisões territoriais de estados ou municípios, restringir o universo de votantes aos eleitores da região a ser desmembrada. O Supremo Tribunal Federal considera esse critério inconstitucional.

2 comentários:

  1. Eu acho que está na hora dos senhores deputados e senadores paraense tomarem vergonha na cara e começar trabalhar mas sério, é buscar recurso para a educação,saude e segurança do nosso estado e acabar com essa pouca vergonha de dividir o estado, os jovens do interior do estado não tem acesso as universsidades públicas poque não tem vaga quando conssegue é nas particulares mas é com mensalidade abusivas que eles não tem condição de comcluir o cursso e ficam pelo meio do caminho e não consegue um emprego ai parte pro caminho das drógas e violencia,a segurança os grileiros estão expulsando os pobres agricultores pras metrópoles e pra cidades mais proximas sem nenhuma expectativa de vida resultado maior numero de desenpregados na cidade. É isso que os senhores tem que prestar contas o povo que os elegeram o senhor governador jatene tem que mostrar mais trabalho e deixar o comercial de lado já basta de catitas na máquina pública do nosso país ainda querem colocar mais paraí meu.

    ResponderExcluir
  2. Bem, a proposta emancipacionista era esta Anônimo Jan 10, 2012 11:17 AM: "buscar recurso para a educação,saude e segurança". Equivocado pedires isto agora, pois durante o pleito emancipacionista, você poderia cobrar nas urnas isto mais claramente, contudo pelo jeito que escreves preferistes que tudo continue como está. Agora não reclame e vá bater a porta do Zenaldo, do Sabino, do Jatene, do Puty, do Jordy, do Jader, da Elcione e da Ana Júlia (ufa... quanta gente), e tente arrancar migalhas.

    ResponderExcluir