terça-feira, 16 de outubro de 2012

Um pequeno desabafo


O homem que tenta agradar a “gregos” e “troianos” certamente, para isto, abre mão de suas convicções e de sua ética, para tentar contemporizar conflitos. Eu prefiro manter os meus princípios éticos e morais do que tentar preservar falsas amizades e relacionamentos. Hoje eu pago um preço muito alto por não ter aberto mão em determinados momentos de minha vida do que eu achava correto, honesto, ético e moral. Poderia ter feito como alguns, deixado para lá. Mas eu seria no mínimo conivente com atos de improbidade.
É impressionante o quanto de inimizade ganhamos neste mundo por querer ser correto e se posicionar em certas questões. É um preço muito alto que muitos não estão dispostos a pagar. Vivemos numa era da hipocrisia, na qual muitos pregam aquilo que não vivem. E pior, por de trás de discursos travestidos de princípios coletivos, há claramente uma visão maniqueísta e particularista que por meio de jogos de interesse de determinadas pessoas e grupos atacam instituições e pessoas, denegrindo a sua imagem e prejudicando toda uma categoria.
O mais impressionante é a quantidade de pessoas que se deixam levar por esta onda. Alguns por ingenuidade, ou diria negligência, outros pela “amizade”. No fundo todos são cúmplices de um sistema que está a muito tempo contaminado.   

Nenhum comentário:

Postar um comentário