quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Uma breve mensagem para o próximo domingo de eleição


O dia da eleição está chegando. Estamos em plena reta final revisitando o trabalho que realizamos em alguns bairros de Belém: Curió, Terra-Firme, Cremação, Condor, Pratinha, Bengui, Marambaia e Mosqueiro. Não hesitamos em caminhar de baixo de Sol e chuva. Panfletamos com humildade na porta de instituições de ensino e nas ruas. Fomos a várias feiras de nossa cidade. Mas principalmente nas áreas excluídas, nas quais uma grande parte da nossa população vive em condições sub-humanas, desprezada pelo poder público, a margem da dignidade, e cansada das promessas eleitoreiras sempre feitas à porta de uma eleição.
Presenciei a falta de respeito com que muitos são tratados por políticos que já possuem vários mandatos e que seguem praticando a “velha politicagem”, usando e abusando da situação de extrema vulnerabilidade social para nesta época angariarem os seus votos em troca de favores e esmolas paliativas: cestas básicas, carradas de aterro, fraldas, dentaduras, cadeiras de rodas, consultas médicas, tábuas, tijolos, telhas, jogos de camisas, “cervejadas”, promessas de emprego, dentre outras inúmeras formas criativas de se tentar ludibriar os que são sempre “esquecidos” e comprar o seu voto. A nossa democracia ainda é uma vergonha. Tenho dito que vivemos em uma plutocracia disfarçada. Isto é nítido quando vemos alguns usando do abuso do poder econômico para tentar “comprar” o seu mandato. Estamos muito longe de um real Estado democrático de direito. Somente alcançaremos este status quando todos ao menos tiverem o mínimo para uma vida digna. Temos muito ainda o que avançar.  
Ao longo dos quase 90 dias de campanha realizamos diversas caminhadas. Conversamos com a população e principalmente orientamos sobre a importância do voto consciente. Precisamos de mudança. Precisamos de renovação. Precisamos de dignidade e respeito. A nossa população precisa ser realmente levada a sério! Para isto, é necessária a construção de efetivas políticas públicas.
Nesta caminhada, estamos mostrando que é possível fazer campanha política sem dinheiro, sem comprar voto, sem enganar e ludibriar a população e sem se envolver em corrupção e desvio de dinheiro público. Só este fato já torna a nossa caminhada vitoriosa, independente do resultado do dia 07 de outubro.
Contudo, a nossa sensação é de que é possível. A vitória da ética, da moralidade no trato com a coisa pública, do combate à corrupção, está muito próxima e em nossas mãos. É em função disto que eu quero pedir a você que acredita que é possível construirmos juntos uma política diferente e que acredita neste projeto de renovação e mudança, que se junte a esta corrente do bem votando no número 23.023 para vereador no próximo domingo. Peço, com muita humildade, que você também leve esta mensagem a seus parentes, amigos e vizinhos. Se cada um conseguir ao menos mais 10 votos, tenho certeza de que neste domingo realizaremos mais uma marcha contra a corrupção, desta vez nas urnas, votando para vereador no número 23.023.

Conto com o seu apoio e com o seu voto.

Eduardo Costa – 23.023 

Nenhum comentário:

Postar um comentário