sábado, 18 de maio de 2013

CORECON-AM DIVULGA VÍDEO SOBRE O CONGRESSO BRASILEIRO DE ECONOMIA 2013


O Conselho Regional de Economia do Amazonas (Corecon-AM) divulgou um vídeo convidando a todos os interessados para o XX Congresso Brasileiro de Economia. A mensagem conta com a participação do presidente do Cofecon, Ermes Tadeu Zapelini, do prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, e do vice-governador do Amazonas, José Melo.
"O Congresso Brasileiro de Economia tem se consagrado como o principal encontro dos economistas brasileiros. Pela amplitude da sua temática e pela importância, tem cativado cientistas sociais, professores universitários, autoridades, empresários, profissionais e estudantes de outras áreas do conhecimento", afirmou o presidente do Cofecon. "Este congresso não será diferente, especialmente por dois motivos: pela temática, economia verde e mudanças econômicas globais, carregada de simbolismo e preocupações, e segundo pela cidade de Manaus, poética e exuberante".
 "É uma alegria muito grande convidar os economistas do Brasil inteiro para virem a Manaus. Nossas belezas, nossa culinária, nossa cultura, a revolução que a nossa administração está fazendo na cidade, para discutirmos economia brasileira, economia mundial", convidou o prefeito Arthur Virgílio. "Não é um bom momento [da economia], é um momento que exige reflexão e reflexão madura dos economistas brasileiros são capazes de fazer sobre a realidade do nosso país".
Sob o patrocínio do Conselho Federal de Economia e do Conselho Regional de Economia, a cidade de Manaus irá sediar no período de 04 a 07 de setembro. O tema a ser desenvolvido será extremamente importante: o meio ambiente, as questões ambientais relacionadas à economia do Amazonas, do Brasil e do resto do mundo", disse o vice-governador José Melo. "Quero, portanto, em meu nome, em nome do governador Omar Aziz, convidar a todos para participarem deste evento. Será importante discutir com o resto do mundo, com o resto do Brasil, com todos os companheiros que virão para cá, discutir conosco o que fazer com esta biodiversidade imensa e rica e que terá que ser transformada num produto que possa gerar emprego e renda para o povo de forma sustentável".
Escrito por Manoel Castanho

Nenhum comentário:

Postar um comentário