sábado, 22 de junho de 2013

A crise do sistema político partidário nacional – 5 assertivas

Os últimos acontecimentos demonstram cabalmente que o sistema político-partidário no Brasil está falido. Grande parte da população olha com elevado descrédito para os partidos políticos e não sente que possa vir desta estrutura tradicional, corrompida e ossificada, as mudanças que a sociedade brasileira efetivamente necessita. Desta constatação arrisco algumas assertivas:
1.      É inadiável um amplo debate nacional sobre o nosso sistema político, envolvendo financiamento de campanhas, candidaturas avulsas e criação de novos partidos, por exemplo;
2.      As redes sociais subverteram o monopólio que alguns meios de comunicação detinham e que usavam para manipular a opinião pública;
3.      As ideologias político-partidárias tornaram-se secundárias frente a uma pauta social que, além de esquerda e direita, de liberais ou comunistas, em seus extremos, exige políticas públicas e aprimoramento dos instrumentos de gestão pública;
4.      A corrupção não é mais tolerada e a população não aceita ser usada mais como massa de manobra por instrumentos como o marketing político e eleitoral;

5.      Precisamos de projetos de sociedade e não de projetos partidários de poder. 

Um comentário:

  1. Congresso Nacional e gestão racional.
    Os problemas de gestão e a falta de representatividade dos poderes constituídos podem ser equacionados por um Congresso Nacional modificado, e mediante emendas à Constituição. O Congresso Nacional, reunido quando necessário, será composto pelos Senadores titulares, pelos Deputados Federais eleitos com um mínimo de 100 mil votos, sendo assegurada a inclusão dos três mais votados, por unidade da federação; e significativamente ampliado pela participação dos presidentes de organizações federativas profissionais; dirigentes de entidades máximas de segmentos empresariais; presidentes de confederações de trabalhadores; e principal dirigente de outros destacados segmentos organizados. Leia mais no blog http://nossobrasilja.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir