terça-feira, 5 de novembro de 2013

Aliança entre PT e PMDB no estado do Pará


É crescente a movimentação interna dentro do PT no estado do Pará em favor da candidatura própria para o governo do estado em 2014. Os defensores desta tese já lançaram inclusive o Deputado Federal Claudio Puty como pré-candidato ao governo pela legenda. Puty, que é economista e professor da UFPA, vem percorrendo o estado com a intenção de mobilizar a militância petista a comparecer e votar na eleição interna do próximo domingo que elegerá o próximo presidente estadual da legenda.
Por outro lago, correm rumores de que objetivando estabelecer um forte palanque para a candidatura a reeleição da atual presidente Dilma Rousseff no estado do Pará, a direção nacional do PT já teria articulado uma composição de cima para baixo com o PMDB no estado. Neste acordo, há inclusive a informação corrente de que caso o candidato do PMDB não consiga derrotar Simão Jatene (PSDB) nas urnas, o PMDB do estado seria agraciado com um ministério. Ou seja, neste jogo o PMDB do Pará só teria a ganhar. Mesmo perdendo a eleição seria premiado com cargos no governo federal.
Para quem acha isto improvável, acrescente-se neste “caldo” a necessidade do governo federal conter a rebelião do PMDB. Basta uma pequena reflexão para entender esta jogada. É o velho filme que se repete a cada eleição, perpetuando a prática do “toma lá dá cá”.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário