segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

A taxa de juros e o ano eleitoral

       Semana passada o Comitê de Política Monetária do Banco Central (COPOM) elevou novamente a taxa básica de juros para 10%a.a. O discurso o tradicional de combate à inflação. Saindo das relações econômicas, e indo para além da ortodoxia econômica, me pergunto se esta trajetória de alta tem relação direta com a proximidade do pleito eleitoral? Lembrando que as instituições financeiras, junto com as grandes empreiteiras, são as principais financiadoras das campanhas. É só uma inquietação.
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário