quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Tinga: repúdio contra o racismo

     Lamentável, deprimente, chocante, inaceitável... Todas são palavras bem apropriadas para o episódio de racismo que aconteceu no jogo do Cruzeiro lá no Peru, contra o time da casa. Quando o ser humano vai evoluir e compreender que a cor da pele de uma pessoa não a faz nem melhor e nem pior do que ninguém? Em vez da raça, o que torna uma pessoa digna é o seu espírito interior, o seu caráter. E o jogador do Cruzeiro em sua entrevista mostrou que é muito superior, em termos éticos, morais e espirituais, do que aqueles torcedores preconceituosos e racistas. Parabéns Tinga pela sua serenidade! Não tem coisa que mais me deixe indignado do que episódios de racismo e pré-conceito.
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário