terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Segurança Pública é prioridade em documento assinado por governadores da Amazônia Legal

Governadores e representantes dos estados do Amapá, Acre, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Rondônia, Roraima, Pará e Tocantins - que compõem a Amazônia Legal - reuniram-se na última sexta-feira, 27, em Macapá (AP), durante o "13º Fórum de Governadores da Amazônia Legal", e assinaram a Carta de Macapá, documento com as reivindicações e metas dos governos amazônicos, que será levado ao Palácio do Planalto com o objetivo de ganhar mais apoio do governo federal nas ações, programas e políticas sociais, visando o desenvolvimento humano e sustentável na Amazônia.
Além da implantação do "Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal", dispositivo que consolida e efetiva ações colaborativas para o desenvolvimento da região, a Carta de Macapá destaca pautas ligadas ao desenvolvimento social e sustentável, ao combate ao desmatamento e às agendas ambientais do Brasil e do mundo; medidas para fortalecer a proteção e a promoção de direitos da criança e de adolescentes na Amazônia; e propostas de ações conjuntas para avanços de políticas nas áreas de segurança, educação e saúde e atenção às fronteiras e às áreas de limites entre estados. O documento também cedeu especial atenção aos desafios impostos pela área de segurança pública.

Confira a Carta de Macapá na íntegra:




Nenhum comentário:

Postar um comentário