segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Assinatura de convênio permite avanços para a pesca e aquicultura na região de Bragança

Na manhã desta segunda-feira (20), em cerimônia na cidade de Bragança, a Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa), em parceria com a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica do Pará (SECTET), assinou convênio com o Instituto Federal do Pará (IFPA), que permite a implantação e operacionalização do Centro de Piscicultura do Instituto, em Bragança, CEPIS. O valor total do investimento é de R$ 1,8 milhões.

Este convênio, assim como o assinado em janeiro deste ano, com a UFPA – Campus Bragança, no valor de R$ 3,4 milhões, tem como objetivo implementar o Polo Científico de Pesca e Aquicultura do Nordeste Paraense. Este Polo permitirá o fortalecimento de pesquisas na área, a geração e transferência de tecnologia, o aprimoramento dos profissionais em formação pelas duas instituições, além dos benefícios relacionados à criação de novas oportunidades para a economia local.

A criação deste Polo é um marco e integram as ações do Governo para alavancar a verticalização da produção de pescado na região, de forma sustentável, conforme previsto no Programa Pará 2030. A pesca e a aquicultura são uma das 14 cadeias produtivas estratégicas do Programa, e pelas projeções que fizemos, com este Polo, nos próximos quatro anos, será possível movimentar aproximadamente 1,4 milhões da economia local.

O incentivo a pesquisa permitirá o melhoramento das técnicas utilizadas na produção de pescado e, consequentemente, o aumento da produção de alevinos. O objetivo é fazer com que a região de Bragança se torne referência na produção de conhecimento, em melhoramento genético e produção de peixes típicos da Amazônia.








Nenhum comentário:

Postar um comentário