sexta-feira, 17 de março de 2017

Fapespa e Santa Casa assinam Termo de Cooperação no valor de R$ 3 milhões para incentivo a pesquisas

Em uma parceria inédita, a Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa) e a Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará (FSCMP) assinaram hoje pela manhã, no auditório do prédio centenário da FSCMP, um Termo de Cooperação Técnico-Financeira no valor de R$ 3 milhões para incentivar a pesquisa nas áreas da saúde e afins, bem como os estudos pautados nas políticas do SUS, que objetivam o desenvolvimento de pesquisa, a construção de tecnologias em saúde, o fortalecimento da produção científica e tecnológica, além do melhoramento da infraestrutura para prática da pesquisa. 

Ao meu lado na mesa da solenidade de assinatura do termo, o Secretário de Estado de Saúde Pública, Vitor Mateus; a presidente da FSCMP, Rosângela Brandão; o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica, Alex Fiúza de Mello; e o deputado federal Arnaldo Jordy (PPS).




Vale destacar que esse é um evento muito simbólico para o estado do Pará, pois pela primeira vez a Fapespa assina um convênio com um hospital público, com o objetivo de fomentar pesquisas voltadas para a área da saúde, diminuindo o índice de mortalidade infantil e materna, bem como outros benefícios e desenvolvimentos.




O recurso é oriundo do Tesouro estadual e faz parte da política de incentivo do governo para a melhoria do ensino, pesquisa, tecnologia e inovação e, por consequência, do atendimento direto aos pacientes da Santa Casa. A previsão é que até 20 projetos de pesquisa sejam beneficiados nos próximos três anos, auxiliando no desenvolvimento de competências dos pesquisadores em relação à produção de tecnologias de saúde, recursos de gestão, planejamento hospitalar e desenvolvimento humano.


“O incentivo à pesquisa era o que faltava para a melhoria da Santa Casa, então esta oportunidade desenvolvida pela Fapespa é excelente ao condicionar que professores e pesquisadores desenvolvam projetos que se identifiquem com a finalidade da FSCMP de oferecer qualidade de vida à população”, afirmou o Secretário Vitor Mateus.



A Fundação Santa Casa é credenciada como hospital de ensino e pesquisa e durante todos os anos foi cenário de prática para a área. "Nós temos uma base forte na área de ensino, com projetos que já estão prontos para serem submetidos ao edital do convênio. Queremos valorizar ainda mais os nossos mestres e doutores e, futuramente, termos o nosso próprio programa de doutorado. E acreditamos que estas pesquisas terão um grande impacto no nosso atendimento em diversas áreas, a exemplo dos estudos das sequelas neurológicas em crianças que nascem com sofrimento de anoxia (falta de oxigenação)”, explicou Rosângela Brandão.






A solenidade começou e encerrou com o coral da Santa Casa, o "Saúde é Vida Maria Helena Franco", que encantou cantando o hino da FSCMP. Após o evento, visitamos alguns espaços da Santa Casa, como a enfermaria São Roque e a UTI adulto. Além disso, assinei no quadro "Segurança do paciente: eu assumo esse compromisso e assino embaixo", que é uma das ações de divulgação das seis metas de segurança do paciente. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário