quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

FAPESPA E UFRA ASSINAM CONVÊNIO DE 1 MILHÃO DE REAIS PARA APOIO AO DESENVOLVIMENTO DE RECURSOS GENÉTICOS AQUÍCOLAS DA AMAZÔNIA

Nesta tarde, assinamos convênio no valor de R$ 1 milhão de reais com a Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA), que visa ao desenvolvimento do Projeto Sistema de Gestão dos Recursos Genéticos Aquícolas da Amazônia. Uma grande parceria entre a Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa) e a UFRA!

O projeto tem como objetivo desenvolver e gerenciar o sisREGEA, que será um banco de perfil genético público, em uma plataforma online e gratuita para os dados genéticos das matrizes (reprodutores), inicialmente das espécies tambaqui e pirarucu, dos produtores de alevinos de diferentes regiões aquícolas do estado do Pará. Dessa forma, será feito o mapeamento  genético do pescado que propiciará melhorias na qualidade do pescado, aumento de produtividade, certificação de origem, aumento do valor agregado e atração de novos investimentos, propiciando a geração de emprego e renda no estado e o desenvolvimento desta cadeia produtiva.

É importante destacar que esse projeto complementa algumas ações anteriores. No início deste ano, a Fapespa assinou um convênio com a Universidade Federal do Pará (UFPA) no montante de R$ 3,4 milhões destinados à implantação do Centro de Pesquisas em Aquicultura (Ceanpa) de Bragança, beneficiando também a formação de profissionais pelos cursos de Engenharia da Pesca e as pós-graduações em Biologia Ambiental e em Aquicultura e Pesca.

Também no início deste ano, foi assinado um convênio entre a Fapespa, a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica do Pará (Sectet) e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA), no montante de $ 1,8 milhão para a implantação do Centro de Piscicultura do IFPA (Cepis) em Bragança, que favorecerá a geração de conhecimento e a transferência de tecnologia relacionados à aquicultura na região e também promoverá formação de profissionais na área.









Nenhum comentário:

Postar um comentário